Top

Reabivet - Venha para a ReabiVet deixar seu pet mais VIVO

WhatsApp:
+55 (19) 99757-5345
Central de Atendimento:
+55 (19) 3294-5345

Acupuntura e Medicina Tradicional Chinesa

A palavra acupuntura é derivada dos radicais latinos acus e pungere, que significam agulha e puncionar respectivamente. 

É uma técnica terapêutica milenar que faz parte da Medicina Tradicional Chinesa onde são introduzidas agulhas muito finas em locais chamados de acupuntos. Os acupuntos são locais da pele com número maior de terminações nervosas e relação direta com nervos, vasos sanguíneos, tendões, periósteo e cápsulas articulares e sua estimulação dá acesso direto ao sistema nervoso central e então os benefícios se espalham por rodo o corpo, gerando uma cascata de respostas altamente efetivas mediadas por hormônios, enzimas, neurotransmissores e outras substâncias.

Além da acupuntura, a Medicina Tradicional Chinesa engloba outras técnicas como a farmacopéia chinesa (medicamentos de origem vegetal, mineral e animal), técnicas de massagem (Tui-ná), orientações nutricionais segundo princípios específicos e exercícios respiratórios (Chi Gong), esse último o único que não é possível fazer em animais.  

Um recurso que frequentemente utilizamos é a farmacopéia chinesa.  São compostos formados por plantas e minerais que podem ser administrados ao animal na forma de cápsulas, líquido ou pílulas e auxiliam com resultados significativos nos pets.


Além da agulha, pode - se estimular os acupuntos em animais, de diversas outras maneiras a citar:

- Moxabustão: uso da planta Artemisia Vulgaris em pontos de acupuntura 

- Eletroacupuntura: uso de corrente elétrica em pontos definidos a fim de objetivo analgésico ou de estímulos específicos

- Farmacopuntura: uso de substâncias com ação farmacológica em pontos de acupuntura. Podem ser utilizados para esse fim: alopatia, homeopatias, vitaminas, procaína entre outros  

- Stiper ®:  é uma pastilha de celulose contendo óxido de silício (SiO2) de 14 mm de diâmetro por 3 mm de espessura que pode ser usado em acupontos em animais que não aceitam agulhas ou como adjuvante ao tratamento com agulhas 

- Shonishin: é uma técnica japonesa de “não inserção de agulhas” onde se utiliza ferramentas específicas que são aplicadas em superfícies corporais de maneira bastante delicada, indolor e que traz grande alívio para os animais

- Laserpuntura: é a estimulação dos pontos de acupuntura através de feixes luminosos infravermelhos, de baixa intensidade e sem geração de calor. Podem ser utilizadas também com esse método, as frequências de Nogier, conhecido como o pai da “auriculoterapia”, a qual baseia - se no fato que os pontos do pavilhão auricular externo correspondem a certos órgãos ou sistemas, desse modo possibilitando um tratamento local com ação reflexa no corpo do animal 

- Implante de Ouro: É a inserção de pequenos fragmentos de ouro 18 k em pontos de acupuntura, como forma de estímulo contínuo, para casos de animais impossibilitados de fazer sessões regulares ou a fim de intensificar o efeito da acupuntura tradicional

A Acupuntura Veterinária é reconhecida como Especialidade Médica     Veterinária pelo Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV) através da resolução 1051/2014 e a ABRAVET ( www.abravet.com.br) é a entidade responsável por conceder o título mediante provas. As profissionais da ReabiVet atendem a especialidade desde 2003 e    possuem especialização na área e duas delas (MV Roberta e Renata) fizeram parte do primeiro grupo do Brasil a receber o título de especialista em acupuntura veterinária.


Entre em contato conosco

Nós poderemos ajudar seu melhor amigo!