ReabiVet | Acupuntura e Medicina Tradicional Chinesa
Acupuntura e Medicina Tradicional Chinesa
Home / Especialidades / Acupuntura e Medicina Tradicional Chinesa
Acupuntura e Medicina Tradicional Chinesa
Acupuntura e Medicina Tradicional Chinesa

Agulha Seca

Agulha Seca

Introdução de finas agulhas nos chamados acupontos. As agulhas são as mesmas utilizadas na acupuntura humana e os animais suportam bem esta técnica.



Eletroacupuntura

Eletroacupuntura

Consiste em estímulos elétricos em pontos de acupuntura. A eletroacupuntura é utilizada em animais com dor ou em quadros de paralisia dos membros, entre outros.

Voltar ao topo



Farmacupuntura


É a injeção de substâncias em pontos de acupuntura e tem o objetivo de promover a ação de determinada substância que pode ser fitoterapia, homeopatia ou outras, potencializando o efeito destes fármacos.

Voltar ao topo



Fitoterapia Chinesa


São compostos a base de plantas, minerais ou animais, de origem chinesa e coadjuvantes ao tratamento de reabilitação, assim como para a prevenção de lesões. Ela é tão importante que na China, berço do uso das ervas, as pessoas são tratadas primeiro com as ervas, antes mesmo do tratamento pela acupuntura.

A fitoterapia funciona como o “combustível” natural que o animal precisa para a recuperação. Pode ser utilizada em várias espécies animais e a escolha é baseada no diagnóstico do animal pela Medicina Tradicional Chinesa. Pode ser utilizada em diversas patologias é particularmente útil em animais com tumores e geriatras.

Voltar ao topo



Implante de Ouro

Implante de Ouro

É a inserção de pequenos fios de ouro em pontos de acupuntura. É uma técnica utilizada em patologias como displasia coxo-femoral, epilepsia idiopática, artroses, entre outros.

É uma forma de estimulo contínuo dos pontos em casos de animais impossibilitados de fazer sessões regulares ou a fim de intensificar o efeito da acupuntura. O animal precisa estar sedado e o ouro não causa reação negativa no organismo. Porém, deve ser feita por médico veterinário acupunturista capacitado a fim de fazer a indicação correta e o momento certo para cada caso.

Os profissionis da ReabiVet trabalham há 12 anos com esta técnica.





Voltar ao topo



Moxabustão


A moxa é um método terapêutico no qual a Artemísia vulgaris (ou outras ervas) é queimada sobre a pele ou acima dela nos acupontos. No caso dos animais ela pode ser acoplada à agulha de acupuntura ou aplicada de forma indireta sobre o ponto. É usada em diversas patologias, sobretudo em animais geriatras.

Voltar ao topo



Stiper


O Stiper, que é uma pastilha de celulose contendo óxido de silício (SiO2) de 14 mm de diâmetro por 3 mm de espessura, pode ser usado no lugar das agulhas para tratar várias enfermidades.

Na veterinária, muitos animais podem ser beneficiados, afinal, eles respondem muito melhor à acupuntura do que os seres humanos (KWANG, 2009). As pastilhas podem ser utilizadas em animais que não aceitam agulhas ou como adjuvante ao tratamento com acupuntura e fisioterapia, dando um estímulo maior, dependendo do caso.

Voltar ao topo



Acupuntura Científica

Acupuntura Científica

Introdução de finas agulhas nos chamados acupontos. As agulhas são as mesmas utilizadas na acupuntura humana e os animais suportam bem esta técnica.

É a investigação sobre a eficácia e o modo de ação da acupuntura. Essa busca procura responder quando e como funciona a acupuntura, sempre baseada na metodologia científica.

Por que existe?
A acupuntura é uma técnica terapêutica milenar, desenvolvida no Oriente, geograficamente e filosoficamente distante do desenvolvimento da ciência. Por isso, a acupuntura utiliza uma forma de raciocínio considerada como "pensamento mágico".

Essa terminologia fascinante, e até poética, é de difícil aceitação pelos praticantes da medicina científica, limitando o uso da acupuntura.

Explicar a acupuntura pela lógica científica não só comprova seu sucesso no tratamento de inúmeras doenças, como facilita sua aceitação e divulgação. Enfim, permite que mais pacientes se beneficiem com o uso dessa técnica.

Como temos acesso à ela?
Através da leitura de textos científicos em revistas especializadas. Esse é um trabalho meticuloso, dada a grande quantidade de informação publicada, que deve ser selecionada com relação a sua qualidade. Além disso, a linguagem científica é hermética, quando não somos especialistas.

Voltar ao topo

Programas diferenciados de acordo com a necessidade de seu animal.



Contato

Campinas
Rua Pereira Tangerino 318
Jardim Guanabara, 13073-210

(19) 3294-5345
(19) 3203-5634
(19) 99757-5345

Indaiatuba
Rua Alberto Santos Dumont 1697 Salas 6/7
Cidade Nova, 13334-150

(19) 3294-5345
(19) 99941-4673

Atendimento

Campinas
Segunda a Sexta: 09h às 18h
Sábados das 9h às 12h

Indaiatuba
Segunda a Quinta: 09h às 19h

© Copyright 2018 - ReabiVet | Design Studio9dade
Top